Os 14 Preceitos Budistas da Ordem do Interser

Atualizado: Abr 24

No primeiro dia de lua cheia de fevereiro de 1966, o monge budista vietnamita Thay Nhat Hanh ordenou os seis primeiros membros de sua “Ordem do Inter-Ser”. A guerra em seu país se intensificava e os ensinamentos de Buda eram mais do que nunca necessários. Thay Nhat Hanh tinha redigido os 14 Preceitos da Ordem do Inter Ser, que segundo ele eram fieis aos mais profundos ensinamentos de Buda e adaptados à nossa época. Sua discípula Chang Khong conta que, durante a cerimônia de iniciação, ela e outros cinco co-praticantes fizeram voto de estudar, praticar e observar os 14 preceitos assim formulados:


1. Abertura de espírito

Conscientes do sofrimento provocado pelo fanatismo e a intolerância, nós nos comprometemos a não idolatrar com apego nenhuma doutrina, teoria ou ideologia, mesmo budista. Os ensinamentos de Buda são meios que nos guiam, nos ajudam a praticar o olhar profundo e a desenvolver nossa compreensão e nossa compaixão. Não são doutrinas pelas quais entraremos em confronto, nos mataremos e nos sacrificaremos.


2. Não-apego às opiniões