Boletim Informativo nº3/2021

Atualizado: 1 de jan.

"Comunicar com a essência é comunicar com o caminhar"


A Sanga: uma construção coletiva


A associação revolve ao redor de uma série de instâncias que propiciam a participação constante de todos os associados e associadas no planejamento e realização de atividades. Além da Diretoria e Conselho Religioso, existem atualmente seis comisssões: TI & Comunicação, Estudos, Projetos e Obras (união das comissões Força Zen e Obras e Paisagismo), Estatuto, Regimento Interno, Intersendo e Repactuação. Participam destas comissões entre 25 e 30 sócias e sócios, investindo suas energias no que soma, ao todo, quase quarenta horas de trabalho coletivo por semana.


Que todos saibam: sempre há lugar para mais participantes. Neste momento em que o Via Zen está dando continuidade aos estudos e projetando a ocupação da Montanha Grande Buda -- tanto do Centro de Prática como das áreas de alojamentos/residências, áreas de cultivo e de conservação -- a participação de todos é fundamental. A nova comissão de Estudos, Projetos e Obras se reuniu pela primeira vez em 13 de agosto, sendo um momento propício para incorporar novos integrantes. Caso você – querido associado, querida associada -- tenha interesse em se integrar, por favor entre em contato pelo email contato.viazen@gmail.com.


Para garantir a integração de todo esse trabalho, tivemos Reuniões de Integração (a 3ª, no dia 26 de junho e a 4ª no dia 24 de julho). Embora tenham por objetivo principal a articulação das Comissões, essas reuniões são abertas a todos os associados, sendo uma oportunidade para atualizar o planejamento da Associação.



No dia 7 de agosto, à tarde, houve uma Reunião Geral da Sanga para ter certeza de que todos estão a par das várias ações e também, situação financeira da Associação. Lançamos, nesse momento, uma discussão ampla sobre a proposta do novo Estatuto da Associação e reiteramos o convite para mais praticantes integrarem a Comissão do Regimento Interno.


Além das reuniões de trabalho, também temos um espaço de sociabilidade lúdica, o "chimarrão online" – quando todos os membros da sanga são convidados para um encontro informal diante de suas telas onde colocamos a conversa em dia 😅. Nesse momento, nos sentimos num recanto ou pracinha virtual, onde as pessoas chegam e saem só pelo prazer de se ver e trocar ideias, sem pauta definida, como acontece em um banco de praça 🛋 🌳. (Quem não toma chimarrão, traz seu chá, seu café ou suco da manhã.) Neste trimestre, tivemos apenas dois encontros, mas estamos esperando que cada vez mais associados tomem a iniciativa para organizar (através do grupo de WhatsApp) novos momentos de convivência.


Novos associados

A Sanga cresceu com a chegada dos novos associados Ionara, Flavio, Guilherme, Lucas, Dirce, Ludmila, Ana, Oscar, Julia e Miriam. Sejam bem-vindos e bem-vindas!







 

O Conselho Religioso


A promoção do Darma e as atividades ligadas à prática do Zen continuam sendo o eixo da nossa comunidade, sendo o Conselho Religioso, em reuniões quinzenais, força motora desta frente de ação. Os eventos foram muitos.



Zazenkai

Nossos retiros de um dia (das 8h às 5h da

tarde) ocorreram desde maio, no primeiro domingo de cada mês. Oficiados com dedicação carinhosa por Monja Kokai Sensei e Monge Yakusan, representam os esforços de coordenação de todo o Conselho Religioso, com destaque especial aos Muni e Eishin Senseis. Além de palestrantes “da casa” (Kokai Sensei, Monge Yakusan, Muni Sensei, Eishin Sensei), a cada novo encontro temos a contribuição original de um palestrante convidado: em maio – Monja Coen Roshi; em junho – Monja Zentchu Sensei; em julho – Monge Koho Sensei; em agosto – Monge Ryozan Sensei. Assim, praticantes da Sanga e de fora dela tiveram a oportunidade de uma prática intensiva de zazen, junto com a escuta de ensinamentos profundos do Darma.



Zazen online


Todas as noites (exceto segundas e quartas), às 19h30, Muni e Eishin Senseis se reúnem na plataforma zoom com membros da grande Sanga, para praticar meia hora de zazen seguido sempre da leitura e discussão de textos budistas. Terminamos a leitura de Mente Zen, Mente Principiante de Shunryu Suzuki no final de julho, iniciando a contemplação da sabedoria de outros mestres, tais como Bankei e Dogen Sama. Nas sextas, depois do zazen, continuamos com um momento mais livre onde visitamos diversos assuntos – desde haikais e a escalada de montanhas (graças a Miriam) até conhecimentos sobre a conjuntura socioambiental na qual as terras da Montanha Grande Buda estão inseridas. Gratos por este momento de sociabilidade e consolidação de afetos – mesmo nos momentos de silêncio total – que iluminam o longo período de pandemia.



A Cerimônia da Invocação de Compaixão e Cura.


Graças à dedicação do Monge Yakusan, a cada sábado a Sanga pode participar, via zoom (no mesmo link de nosso Zazen Online), da cerimônia da Invocação de Compaixão e Cura. As preces são dedicadas às pessoas falecidas, em doença ou sofrimento. Quem quiser enviar nomes para colocarmos nas preces, basta acessar o formulário online no nosso site (clique aqui). Os nomes de pessoas doentes ou em sofrimento devem ser enviados novamente a cada mês.



Celebração do Dia das Mães


No dia 9 de maio tivemos a grande alegria da presença na Montanha Grande Buda de Monja Kokai Sensei e Monge Yakusan, que oficiaram uma celebração especial com dedicação de preces a todas as mães. O evento, transmitido diretamente do Zendô da Montanha Grande Buda, Centro de Prática do Via Zen em Viamão, foi uma oportunidade de honrar essas mulheres tão importantes em nossas vidas e reconectar à nossa sede rural neste dia auspicioso! Gratidão, gratidão.



Curso de Introdução ao Budismo Zen


A 2ª edição do curso, iniciado no dia 16 de junho, acontece às quartas-feiras e se estenderá até dia 25 de agosto. Com os professores Dozen Muni Sensei, Daien Eishin Sensei e Monge Seikaku, os estudantes adentram ensinamentos e práticas do budismo, do Zen e de nossa escola Soto. Uma nova edição do curso deve ser iniciada em setembro. Os interessados em participar devem entrar em contato com um dos senseis ou através do e-mail contato.viazen@gmail.com.



Sessões para Iniciantes à meditação zen


Desde junho, as sessões de Zazen para Iniciantes ocorrem no segundo e quarto domingos do mês, às 17 horas. Acolhidos por Eishin Sensei, Monge Yakusan, Daijun e Myoshin, os novos praticantes recebem instruções sobre como se organizar durante a pandemia para realizar Zazen em casa, como sentar, como tranquilizar a mente. Assim, podem testar por si mesmos a prática do Zen.



Cerimônia de Jukai


A primeira Cerimônia de Jukai do ano ocorreu no dia 31 de julho, conduzida por Muni Sensei (oficiante), e Monge Yakusan (disha), permitindo que a praticante Claudia (agora, Guessan) tomasse os preceitos. Foi um momento de alegria da Sanga, reunindo no zoom mais de trinta pessoas praticando juntas.









Preceitos


Os Senseis, juntamente com o monge Yakusan, estão se reunindo quinzenalmente com um grupo de praticantes para se aprofundar nos preceitos que Buda Shakyamuni nos legou. Esses estudos visam futuramente a costura de rakusu e a cerimônia de jukai dos estudantes.



Impermanência.


No final de abril, a Monja Kokai Sensei pediu para se afastar do Conselho Religioso. Com generosa disposição ela aceitou, contudo, continuar oficiando cerimônias e retiros conosco, consolidando cada vez mais a parceria do Zen Vale dos Sinos com o Via Zen e, dessa maneira, gerando benefícios a todos os seres. Obrigado, Kokai Sensei. Buscamos serenamente o caminho do Darma juntos. Eterna gratidão.




 

Campanhas


Projeto Lembr.Ar


Tem direito à memória viva toda pessoa que desejar lembrar e homenagear seus mortos.

Nesta pandemia, da qual nos tornamos o epicentro, milhões de pessoas, além das privações que lhes vem sendo impostas, sofreram a dor da perda. Na maioria das vezes lhes foi negada a chance de se despedir de seus entes queridos. Como mitigar essa dor? O Zen nos ensina: podemos plantar árvores à beira das trilhas do Caminho Óctuplo. Essa beira de trilha não é um lugar específico; é onde estamos. Essas árvores não são apenas seres que brotam do chão; são nossas irmãs, nossos pais, nossos filhos e amigos queridos.


No espírito de interconexão entre todos os seres, nossa Sanga do Via Zen lançou, no Dia da Terra, 22 de abril de 2021, um singelo gesto simbólico: O PROJETO LEMBR.AR. Este projeto consiste em plantar uma árvore no Bosque da Memória na Montanha Grande Buda em homenagem ao seu ente querido. Você pode também plantar a árvore num ambiente urbano específico, numa beira de estrada, numa calçada ou outro lugar qualquer onde haja condições claras de cuidá-la inicialmente. Nos informe sobre isso. Faremos a geolocalização de todas as árvores plantadas.


Todas as informações sobre o projeto estão no site do Via Zen (acesse aqui). Quem sabe conseguimos, juntos, semear serenidade e honrar a lembrança de nossos entes queridos e, ao mesmo tempo, humildemente ajudar a reflorestar nossa Terra?



Salve o Grande Buda


A escultura do Grande Buda, uma monumental obra de arte de 9 metros de altura, deu nome à Montanha sede do Via Zen em Viamão/RS. Desde sua inauguração em 2014, a escultura -- idealizada pelo artista plástico Gustavo Nakle Denshin e realizada por ele com o apoio da Sanga do Via Zen -- foi sendo gasta pelo tempo. Depois de um ciclone-bomba em meados de 2020 que deixou o Grande Buda severamente danificado, sua restauração se tornou urgente. Felizmente, pudemos contar com a contribuição do artista e restaurador Jorge Gularte para fazer o trabalho, mas o custo de materiais se declarou muito além das condições orçamentárias da Associação. Assim, surgiu a campanha Salve o Grande Buda para arcar com os custos deste trabalho tão necessário. Graças à campanha (e aos generosos doadores), terminamos em julho com quase 19.000 reais dos 25.000 reais almejados – o suficiente para garantir a permanência (por enquanto) do Grande Buda.


Nesse vídeo podemos apreciar o quanto O Grande Buda Agradece:





 

Área de Cultivo



AmarZen


AmarZen, com suas diversas facetas (Alimente Corpo e Mente e Pratique Compaixão) é uma iniciativa do Via Zen que disponibiliza alimentos agroecológicos cultivados na Montanha Grande Buda (batata-doce, aipim, morangas e muito mais) e outros itens produzidos pela sanga e comunidades vizinhas. Nas suas diversas edições mensais ao longo deste primeiro semestre de 2021, AmarZen permitiu fornecer cestas com o excedente dos alimentos cultivados na Montanha Grande Buda ao Centro Cultural Mestre Borel, ao Centro de Referência Indígena-Afro do RS e à Comunidade Mbyá Guarani da aldeia Tekoa Hovy. Ao todo, foram distribuídos 750 kg de mandioca, 200 kg de moranga e 70 kg de batata-doce, além de outras 20 variedades de alimentos cultivados de forma agroecológica, totalizando mais de uma tonelada de alimentos. Tendo em vista a reorganização em curso da área de cultivo da Montanha Grande Buda, as atividades de julho representaram a quinta e última edição do AmarZen, por enquanto.



Pensando, planejando e trabalhando juntos


No mutirão na agrofloresta, no dia 8 de maio, um pequeno grupo (incluindo Janete, Marcelo, Tenkai e o pequeno Lucas, sem falar do Musashi...) fez o manejo da braquiária, podaram árvores, picaram matéria orgânica e colheram mandioca (42kg), gengibre, cúrcuma e pimenta rosa.🌱🙏🏾👇🏾


Em julho, Seu Valdir, o funcionário que ajudava na área de cultivo, deixou o Via Zen. Sua saída só ocorreu depois de longas discussões envolvendo a Diretoria, o Conselho Religioso e as diversas comissões, sobre prioridades no planejamento e limitações orçamentárias. Recebendo 30 dias de pré-aviso no mês de junho, época de entressafra, Seu Valdir conseguiu usar seu tempo para buscar outras oportunidades na vizinhança. Antes de findar o prazo, a família se mudou para uma propriedade próxima à Montanha que absorveu toda mão de obra da família (ele, a esposa e os filhos já estão trabalhando com perspectivas de vínculo CLT). Agora somos vizinhos do Seu Valdir!


Para planejar uma nova fase da área de cultivo da Montanha, houve um convite a todos os interessados a participar de uma reunião no dia 12 de agosto. Uma quinzena de pessoas compareceu para se colocar a par da situação e trocar ideias, criando um novo Grupo de Trabalho (GT) “Cultivos Via Zen” (ainda aberto a todos os sócios).


Para concretizar esta nova fase, no fim de semana de 14 e 15 de agosto, um pequeno grupo, tomando todas as precauções exigidas pela pandemia, se reuniu para um mutirão presencial na Montanha Grande Buda. As ideias estão brotando e sem dúvida veremos novidades surpreendentes (aguarde o próximo Boletim)!




 

Notícias, parabéns, e outros eventos alegres



Edição de livros de ensinamentos


Foram lançados dois livros que estão fazendo muito sucesso entre leitores dentro e fora da Sanga:


O Zen da Pessoa Comum: despertando no mundo dos apegos (por Myonen Marko e Wendy Egyoku Nakao, traduzido do inglês por Monja Tchoren e Daien Eishin), editado por Lúcida Letra.






A Plataforma Daikan Eno – Sutra e Cordel, editado por Taikozan Tensuizenji e Zendo Brasil, que inclui: a) Cordel do Sutra de Hui neng (por Daien Eishin) e b) o Sutra da Plataforma do Sexto Ancestral (traduzido por Daien Eishin, com apresentação de Monja Coen Roshi).


Parabéns a todos os envolvidos!




E a melhor notícia: ainda sobram exemplares para quem fizer uma doação à Associação Via Zen, no valor de R$36 para a A Plataforma Daikan Eno – Sutra e Cordel e de R$50 para O Zen da Pessoa Comum (é necessário retirar no Via Zen, Ivo Corseuil nº 169, Porto Alegre). Caso queira receber pelo correio, é necessário acrescentar R$10 ao valor a ser depositado para custear a despesa de envio e informar através do e-mail contato.viazen@gmail.com.

Em breve otimizaremos este processo.


Livros e mais livros


Um grande “obrigado” ao Ovídio, que fez uma doação valiosíssima à biblioteca de Via Zen. Vieram cerca de 60 livros (em particular, em inglês) de e sobre budismo. Estes exemplares se juntam ao acervo da biblioteca do Via Zen, que fica na rua Ivo Corseuil, 169, em Porto Alegre. Estão à disposição de todos os associados.


Agradecimentos também a Myoshin e seus colaboradores, que estão colocando ordem nos livros, derrotando cupins e instalando novas estantes.



Aniversários


Sem dúvida, já passaram muitos aniversários que não chegamos a festejar. Mas aproveitamos este, de nossa Monja Coen Roshi, no dia 30 de junho, para estender um carinhoso “Feliz Aniversário” a cada uma das pessoas queridas da grande Sanga.







Nova escultura de Kannon Bodisatva


Vale registrar, também em junho, a entrega oficial ao Via Zen da escultura de Kannon, doada por Monge Yakusan. Aos poucos, as coisas vão se completando.







História do Via Zen


Finalmente, vale destacar um pedacinho, perdido nos arquivos de Eishin, que traz um pouco da nossa história. Trata-se do primeiro (sim, PRIMEIRO) boletim de Via Zen, de 1995 (há 26 anos).


Esperamos que tenham apreciado a leitura. Talvez alguns acontecimentos importantes ficaram de fora deste boletim. Sempre que tiver alguma sugestão ou crítica, você pode escrever para contato.viazen@gmail.com.


74 visualizações